Artigos

Lesões ortopédicas em surfistas profissionais: um estudo retrospectivo em um único centro ortopédico

Autores:
  • Hohn E., e col.
Estudo de baixa relevância
Artigo na íntegra

Local: San Francisco Orthopaedic Residency Program, St. Mary’s Medical Center, San Francisco, CA; †The Taylor Collaboration, St. Mary’s Medical Center, San Francisco, CA; and ‡Kramer Orthopedics, Newport Beach, CA.

Objetivo: avaliar lesões ortopédicas em surfistas profissionais.

Método: Estudo Observacional Retrospectivo. Foram revisados ​​os prontuários de surfistas profissionais de um único centro ortopédico entre 1991 e 2016. Foram incluídas lesões sofridas durante o surf e lesões crônicas relacionadas ao surf. O local da lesão, o diagnóstico e o tratamento foram registrados junto com os dados demográficos.

Resultados: foram registradas 163 lesões em 86 atletas. A idade média da lesão foi de 28,5 anos (variação de 12 a 62 anos) e 92,6% dos pacientes eram do sexo masculino. As partes do corpo lesadas com maior frequência foram o joelho (28,2%), tornozelo (22,1%) e ombro (19%). A maioria das lesões no joelho era do ligamento colateral medial em 49%, com 75% das lesões no tornozelo sendo entorse, e no ombro, 48% apresentavam instabilidade, 42% apresentavam ruptura do manguito rotador e 35% apresentavam ruptura labral anterior-posterior superior. Lesões nos membros inferiores afetaram principalmente a região posterior da perna dos surfistas (72,5%). No total, 34,6% de todas as lesões necessitaram de intervenção cirúrgica e sendo as lesões no ombro na maioria das vezes.

Conclusão: As lesões ortopédicas mais comuns em surfistas profissionais envolvem joelho, tornozelo, ombro, quadril e costas. As extremidades traseiras dos surfistas foram lesionadas preferencialmente, que é a extremidade responsável pela potência e torque. Lesões no ombro aumentaram a probabilidade de uma intervenção operatória. Por último, lesões por uso excessivo (impacto femoral-acetabular, manguito rotador) ocorreram na população de mais idade em comparação com lesões mais agudas (entorse / fratura no tornozelo, ruptura do ligamento cruzado anterior), o que também é consistente com necessidade de cirurgia.

Opinião SID:🤙🤙🤙🤙🤙. Estudo importante demonstrando as regiões mais acometidas e o tipo de lesão envolvida. Importante divisão entre lesões agudas traumáticas e lesões por “overuse”.

Dica: Realizar um preparo físico associado ao surfe é uma das maneiras mais efetivas de prevenção de lesões ortopédicas.