Artigos

Diferenças de gênero nas características de desempenho físico de surfistas de elite

Autores:
  • Parsonage J e col.
Estudo de média relevância
Artigo na íntegra

Fonte: Journal of Strength and Conditioning Research Publish Ahead of Print

Local: Centro de Alto Desempenho Hurley Surfing Australia, Casuarina Beach, Austrália. Centro de Pesquisa em Ciências do Exercício e do Esporte, Edith Cowan University, Joondalup, Austrália.

Objetivo: descrever e comparar as diferenças de gênero nas características de desempenho físico de surfistas de elite.

Métodos: Vinte surfistas competitivas do sexo feminino (CFS) e vinte surfistas competitivos do sexo masculino (CMS) realizaram uma bateria de testes de desempenho físico: salto de agachamento (SJ), tração isométrica da coxa (IMTP), “sprint” de remada de 15m e e 400m de resistência) durante uma única seção de teste.

 

Resultados: Todas as medidas de desempenho foram significativamente diferentes entre CFS e CMS (p <0,01).

Especificamente, o CMS produziu maior produção de força de pico (28,5%) e saltou mais alto (27,7%) no SJ, e produziu maior força de pico normalizada durante o IMTP (18,9%) em comparação com o CFS.

Para o desempenho de remada, o CMS foi mais rápido em 5, 10 e 15m (12,4%, 9,7% e 10,9%), possuía uma velocidade de pico de remada mais alta (11,3%) e registrou tempos de remada mais rápidos em 400 m (11,8%).

 

Conclusão: Os resultados deste estudo sugerem que o CMS apresenta características de desempenho físico superiores ao CFS, em relação à parte inferior e superior do corpo. Os praticantes de força e condicionamento devem, portanto, implementar um programa estruturado e periodizado para facilitar as qualidades de força que sustentam o desempenho do surf para todos os participantes, mas como destacado na investigação atual, as surfistas que podem ter uma maior janela para adaptação e, portanto, um vasto benefício de direcionar seus subdesenvolvidos qualidades físicas.

 

Opinião SID: 🤙🤙🤙🤙. Estudo conseguiu demonstrar diferenças entre os sexos em apenas alguns movimentos e forças exercidas durante o surfe. A critica SID se direciona ao fato do surfe envolver muitos

outros movimentos além dos testados.

A diferença de antropometria, força e coordenação entre os sexos pode afetar nas características do surfe masculino e feminino. Afetando no posicionamento, na força e fluidez do estilo. Além disso mostra como os critérios de julgamento numa competição deve ser diferente entre os sexos.

 

DICA SID: Realizar um treinamento dos diferentes grupos musculares implica numa melhor performance no surfe.